Uma banana média (que pesa em torno de 100g) tem aproximadamente 22g de carboidratos, 2,5g de fibras, e pouco menos de 90 calorias. Quanto mais madura a banana fica, maior é o seu teor em açúcares (sacarose, frutose e glicose), e consequentemente maior o sabor adocicado 🍌🍌🍌 Bananas “de vez” (ou seja, quaaase no ponto de ficarem maduras) possuem um teor maior de amido e menor de açúcares (por isso não têm o sabor tão doce). Já bananas completamente verdes são ricas em “amido resistente” – um tipo de fibra com função prebiótica que ao chegar em nosso cólon é fermentada pelas bactérias melhorando a saúde intestinal. A partir daí podemos concluir que quanto mais “de vez” (ou menos maduras) consumirmos as bananas na rotina, mais vantagens teremos 👌😊 As bananas em geral apresentam baixo índice glicêmico – quanto mais “de vez”, mais lentamente será a subida da glicose no sangue. Elas ainda possuem alto teor em potássio e vitamina B6, o que as tornam ótimas aliadas da saúde cardiovascular ❤

Se você é diabético ou resistente a insulina e adora essa fruta, basta preocupar-se em optar por uma unidade pequena (lembre-se que o tamanho da porção é o que vai definir o montante total de carboidrato) e não muito madura (afinal quanto mais “de vez”, menor será a concentração de açúcares simples). Óbvio que a banana será apenas um alimento inserido em um contexto de vários outros no seu dia, então se você precisa restringir os carboidratos independentemente do motivo, basta pensar em quais alimentos fonte desse nutriente você mais gosta e priorizá-los. Se a banana for um deles, prefira a fruta no lanche à um pedaço de batata ou arroz no almoço, por exemplo 😉 Mas jamais acredite que para emagrecer ou para controlar a sua glicemia você precisará excluir bananas da sua vida 😉

Share This